Dia Mundial Sem Tabaco 2018: Tabaco e cardiopatias

Dia Mundial Sem Tabaco 2018: Tabaco e cardiopatias

31 de maio de 2018

A cada ano a OMS e seus associados celebram o Dia Mundial Sem Tabaco para lembrar sobre os riscos associados ao tabagismo, tanto para a saúde como em outros âmbitos e pleitear por políticas eficazes para reduzir o seu consumo.

O lema do Dia Mundial Sem Tabaco 2018 é: “Tabaco e cardiopatias”. A campanha visa chamar a atenção sobre:

  • a relação entre o tabaco e as cardiopatias e outras enfermidades cardiovasculares, entre elas o AVC, cardiopatia coronariana, vasculopatia periférica que conjuntamente são as principais causas de mortes no mundo.
  • Possíveis medidas e ações que destinatários importantes, entre eles os governos e o público em geral, podem adotar para reduzir os riscos para a saúde causados pelo consumo do tabaco.

Apesar do conhecimento dos danos para a saúde cardíaca provocados pelo tabaco e da disponibilidade de soluções para reduzir a morbiletalidade que ocasiona, amplos setores da população desconhecem que é uma das principais causas das enfermidades cardiovasculares.

Epidemia mundial do tabaco causa a cada ano mais de 7 milhões de mortes em todo o mundo, 900.000 das quais correspondem a pessoas não tabagistas (tabagistas passivos).

As metas para 2018 são as sequintes:

  • Divulgar amplamente a relação entre o consumo de produtos do tabaco e as cardiopatias e outras enfermidades cardiovasculares.
  • Aumentar a conscientização da população em geral sobre as consequências para a saúde cardiovascular pelo consumo do tabaco.e através do tabagismo passivo.
  • Exigir dos governos e público em geral a promoção da saúde cardíaca protegendo as pessoas da poluição tabagística.
  • Exigier dos governos a aplicação das medidas MPOWER de luta contra o tabaco que figuram na Convenção Quadro para o Controle do Tabagismo da OMS, cuja eficácia está comprovada (Monitor, Protect, Offer, Warn, Enforce, Raise).

(Tradução e texto resumido da mensagem da OMS / 2018).

Jonatas Reichert

DPOC 2016

DPOC 2016

O Dia Mundial da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) celebra-se em 17 de novembro em 2016. É um evento anual organizado pela Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease – iniciativa global para DPOC (GOLD) que conta com a colaboração dos pneumologistas de todo o mundo com objetivo de sensibilizar a população geral para o problema.

A DPOC é uma doença pulmonar que obstrui as vias aéreas, tornando a respiração difícil. DPOC significa Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica.

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é uma doença crônica progressiva que acomete os pulmões e tem como principais características a obstrução dos brônquios e destruição de seus alvéolos e o comprometimento dos restantes. Estes componentes da DPOC são conhecidos como bronquite crônica e enfisema, termos estes mais conhecidos pelos leigos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 210 milhões de pessoas no mundo tem DPOC[2] e a estimativa é que a doença se torne a terceira principal causa de morte por volta de 2020[3].

No Brasil, a DPOC atinge cerca de 6 milhões de pessoas. Somente 12% dos pacientes são diagnosticados e desses apenas 18% recebem tratamento.

O tabagismo é o principal fator de risco para DPOC e sua origem é fortemente ligada ao efeito da fumaça de cigarro nos pulmões, havendo relação a quantidade e tempo de tabagismo com ao gravidade da doença. Tem normalmente instalação lenta, mas pode evoluir de modo mais rápido levando a incapacidade por insuficiência respiratória e óbito. Outros tipos de fumo como o cachimbo, narguilé, maconha e a exposição passiva também contribuem para causar e piorar a doença. A poluição ambiental, a queima de biomassa como as queimadas de lavouras e uso de lenha para cozinhar, como o fogão a lenha, entram também neste grupo. Há mais raramente a deficiência de alfa 1 antitripsina, doença genética, causadora da doença.

 

Os principais sintomas da DPOC são: falta de ar aos esforços que pode progredir até para atividades corriqueiras como trocar de roupas ou tomar banho. Muitas vezes leva ao uso contínuo de oxigênio, pigarro, tosse crônica, tosse com secreção e que piora pela manhã são os outros sintomas comuns. A DPOC se associa fortemente com outras doenças (chamadas comorbidades) como a doença coronariana, osteoporose, depressão, ansiedade, além da perda de massa muscular.

Embora a DPOC não tenha cura, os tratamentos disponíveis atuam retardando a progressão da doença, controlando os sintomas e reduzindo as complicações. É fundamental consultar um médico pneumologista para diagnóstico e tratamento adequados. A fisioterapia e os exercícios físicos com orientação profissional adequada de um fisioterapeuta também são aliados do paciente.

A Sociedade Paranaense de Tisiologia e Doenças Torácicas (SPTDT) foi fundada em 9 de abril de 1942 por 23 médicos do Paraná. Sua história confunde-se com a luta contra a tuberculose no estado, doença que assolava o país. Houve então a criação de uma sociedade para congregar idealistas, o que permitiu ao Paraná uma visibilidade no cenário nacional.

Os ideais da SPTDT foram desde o início bem claros e estão no Estatuto, cujos itens podemos assim resumir:- Congregar especialistas em Tuberculose e Doenças Torácicas;

-Divulgar estudos entre PNEUMOLOGISTAS, CIRURGIÕES TORÁCICOS e classe médica em geral;

– Propor ações na esfera municipal, estadual, federal e particular como melhor combater a tuberculose e AS DOENÇAS QUE ACOMETEM OS PULMÕES E AS VIAS RESPIRATÓRIAS;

-Estimular os estudos na área.

PARA MAIS INFORMAÇÕES COSULTE O SITE DA SOCIEDADE PARANAESNSE DE TISIOLOGIA E DOENÇAS TORÁCICAS

IRINEI MELEK – 3342-8889 das 13h às 17h de segunda a sexta-feira.

Dia Mundial da Asma

Dia Mundial da Asma

Prezado Associado, um breve resumo nesse dia 03/05/2017 o dia mundial da Asma.

O Dia Mundial da Asma foi criado para trazer mais divulgação e conhecimento a respeito dessa condição e para melhorar o seu tratamento. Por ocasião dessa importante data, a SPTDT traz algumas informações sobre o tema.

A asma é uma doença respiratória crônica, que causa inflamação nas vias aéreas e afeta pessoas de todas as idades.

A maioria dos casos começa na infância, com mais da metade dos pacientes podendo apresentar melhora na adolescência. No entanto, os sintomas voltam a se manifestar na idade adulta em um terço dos casos.

È de difícil prevenção e o risco de desenvolvê-la está associado a interação de fatores genéticos e ambientais, como exposição a alérgenos ou poluentes.

Os sintomas mais comuns são tosse, sibilos(chiado), falta de ar e opressão torácica, que ocorrem principalmente de noite e no começo da manhã e podem variar de intensidade, de sintomas leves até crises que necessitam de hospitalização.

Em geral, os sintomas pioram com infecções respiratórias e ocorrem com maior frequência no inverno. Nos pacientes que tem alergias, os fatores de piora podem ser os ácaros domésticos. Sugere-se evitar o cigarro bem como o tabagismo passivo para evitar piora do quadro clínico

 

A piora dos sintomas relacionada à exposição no local de trabalho sugere asma ocupacional. O afastamento do profissional do ambiente laboral a que está submetido é obrigatório para a redução dos sintomas.

Outros “gatilhos” para as crises respiratórias são a realização de atividade física no frio e a poluição relacionada ao tráfego de veículos

Estima-se que no mundo existam mais de 300 milhões de pessoas diagnosticadas com Asma e, no Brasil, as estatísticas revelam que quase 20 milhões de pessoas de todas as idades e etnias tenham a mesma condição.

Na maior parte dos casos não há cura, mas o controle adequado dos sintomas se dá com o uso de medicações bastante seguras, que deve ser de uso regular e diário. Consultas regulares com especialistas são de fundamental importância na atenção ao paciente com asma.

“A asma mata ao menos 3 pessoas todos os dias. A mudança está em nossas mãos”.

Maiores informações:http://www.ginanobrasil.org.br/2015/10/06/slides-kit-gina-traduzido-portugues-brasil/

Texto escrito pelo Dr. Áquila Carneiro.

Datas Comemorativas

Datas Comemorativas

O Dia do Médico é comemorado no dia 18 de outubro na maioria dos países, inclusive no Brasil. Esta data foi escolhida para celebrar o dia dos médicos de todas as áreas da saúde, que salvam vidas e que se dedicam tanto para dar qualidade de vida a seus pacientes. O Dia do Médico teve como inspiração São Lucas – escolhido pela igreja católica para ser o santo padroeiro da Medicina, pois há relatos de que ele teria estudado medicina, ficando assim, conhecido como o santo que representaria essa data tão importante, que é o Dia do Médico.

Datas de algumas áreas específicas e mais tradicionais da medicina e da saúde

21/03 Dia Mundial do Sono

24/03 Dia Nacional e Mundial de combate a Tuberculose.

03/05 Dia mundial da Asma

31/05 Dia Mundial sem Tabaco.

02/06 Dia do Pneumologista.

21/06 Dia Nacional da Asma

29/08 Dia Nacional de combate ao fumo.

05/07 Dia Nacional da Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística.

18/10 Dia do Médico.

17/11 Dia Mundial do DPOC.

27/11 Dia Mundial de combate ao câncer.